Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A nossa vida!!!

O nosso dia a dia, a nossa vida, o nosso diário, o nosso mundo...

A nossa vida!!!

O nosso dia a dia, a nossa vida, o nosso diário, o nosso mundo...

33 Semanas ;) contagem descrescente ;))

Está grávida de 33 semanas – já só faltam 49 dias!
Como reduzir a dor e a dormência nas mãos e massagens perineais.

É possível que sinta dor ou mesmo dormência nos dedos da mão, pulsos e mãos. Se for como muitas mulheres grávidas, os seus sintomas revelam-se normalmente à noite ou ao acordar de manhã. À semelhança de muitos outros tecidos do corpo, os tecidos do pulso podem inchar, podendo assim aumentar a pressão sobre o túnel cárpico, um canal ósseo no pulso. Os nervos que percorrem este “túnel” acabam por ficar comprimidos, criando a sensação de dormência, picadas, pontadas e ardor, ou então uma sensação de entorpecimento.

Muitos médicos recomendam massagens perineais (a zona em redor da vagina) para ajudar a evitar rasgões durante o parto. Nem toda a gente se sente confortável a fazer esta massagem, e não é garantido que ajude em todos os casos, mas, se quiser tentar, é agora a altura de começar. Veja como se faz:

* Lave as mãos e depois sente-se num local quente e confortável, afastando as pernas numa posição semi-reclinada. Aplique nos dedos e nos polegares óleo de vitamina E (de cápsulas de vitamina E) ou óleo vegetal puro, bem como em redor do períneo.

* Introduza os polegares cerca de 2,5 cm a 3,5 cm no interior da vagina (até ou um pouco após a articulação da falange). Ao mesmo tempo, comprima para baixo, em direcção ao recto, e para fora, em direcção aos lados. Suave e firmemente, continue a esticar até sentir um ligeiro ardor ou pontada. Mantenha este estiramento durante cerca de 2 minutos — até o incómodo começar a desaparecer.

* Massaje lenta e suavemente a parte inferior do canal vaginal, para a frente e para trás, cruzando os polegares nos lados do canal vaginal e puxando suavemente estes tecidos para a frente, do mesmo modo que fará a cabeça do bebé durante o parto. Mantenha esta pressão durante cerca de 3 a 4 minutos.

* Proceda com suavidade, dado que um movimento vigoroso pode magoar ou provocar o inchaço destes tecidos sensíveis. Durante a massagem, evite pressionar a uretra (abertura de passagem da urina), já que pode causar irritação ou infecção.

EXPLICAÇÃO

Porque tenho mais dificuldade em respirar?

À medida que o bebé cresce, vai precisando de mais oxigénio, mas esse bebé em crescimento também está a comprimir os seus pulmões, tornando mais difícil fazer inspirações profundas, explica a Dra. Margaret Pfeifer, obstetra e ginecologista na Mayo Clinic, no Minnesota. É normal sentir uma falta de fôlego ocasional ou ligeira na gravidez mas, se ficar mesmo com muita falta de ar na realização das suas tarefas diárias ou se a respiração se tornar dolorosa, deve informar o seu médico.

 

O QUE ELAS DIZEM

"Estou grávida de 33 semanas e tenho contracções de Braxton Hicks desde os 4 meses de gestação. Nalgumas noites tenho-as com regularidade, com cinco minutos de intervalo, durante umas duas horas. Parece-me que são mais frequentes ao fim de um dia em que tenha feito demasiadas coisas ou em que me sinta stressada. Tenho andado a praticar algumas técnicas de relaxamento e isso parece ajudar." — Cláudia

"Este é o meu primeiro filho. Estou muito empolgada e um pouco assustada com o parto. Sou mãe solteira, mas tenho muita ajuda da família. Não sei mesmo o que seria de mim sem eles e sem as histórias de outras mulheres." — Patrícia

DICA DE CONFORTO

Alívio para os pulsos

Para minimizar as dores do túnel cárpico:

• Sempre que sentir uma pontada à noite, mude de posição de dormir e tente elevar o braço com uma ou duas almofadas.

• Não durma com as mãos debaixo do corpo. Se acordar com dores ou dormência, tente mexer suavemente as mãos até desaparecer.

• Quando trabalhar ao computador, regule a altura da cadeira de modo a que os braços fiquem direitos desde o cotovelo até à ponta dos dedos à medida que vai escrevendo. Pondere tentar usar um teclado ergonómico especial e faça intervalos frequentes para esticar as mãos.

• Evite tarefas que requeiram movimentos forçados e repetitivos. Se a sua profissão exigir este tipo de movimento, tente usar bandas para os pulsos.

• Pense em fazer ioga, já que pode ajudar a aliviar a dor e a aumentar a resistência do pulso.

• Fale com o seu médico se nenhuma destas sugestões ajudar.