Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu maior sonho

Maternidade e Família

Em modo de desabafo!

A vida prega-nos grandes partidas, traz-nos barreiras por vezes difíceis de ultrapassar!

 

Somos sujeitos a provas de fogo..

Existem dias que nunca mais acabam..

E noites longas sem se conseguir dormir..

A vida é um jogo, onde nem sempre existe vencidos nem vencedores..

Quando nos vemos no fundo do poço pedimos a Deus luz e misericórdia para nos salvar, ou apenas para nos orientar para podermos sair do buraco sem fim..

 

Tem sido assim o que tenho feito, pedido muito, muito a Jesus e a todos os anjos, para que me guiem e me ajudem a decidir a fazer o melhor para mim... o melhor para nós...

 

Tudo passa nesta vida até mesmo as piores fases é preciso dar a volta e saber lidar com a situação.

 

Dizem que as grandes batalhas são só dadas a grandes guerreiros e é assim que me sinto neste momento uma grande guerreira!!

 

É muito importante que as pessoas tenham consciência que as oportunidades não voltam só porque elas se arrependem...

 

Não se preocupem com estas palavras caros seguidores, são apenas desabafos e devaneios de uma pessoa que está cansada de ser forte demais... mas amanhã é outro dia e certamente será muito melhor..

 

Até lá vou pedindo a Jesus, como tenho feito até hoje...

 

Collage 2018-06-10 17_28_46.jpg

 

Bom fim de semana!!

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Rute Justino 15.06.2018

    Oh lamento imenso
    Agora até me senti pequenina pois os meus problemas ao pé dos teus não são nada!
    Obrigada e muita força também para ti!!
  • Sem imagem de perfil

    P. P. 15.06.2018

    Nada disso. Também não me queixo (pelo menos muito).
    Penso "Há sempre quem esteja pior".
    O pior capítulo foi, após a morte do meu pai, num estado... na Escola considerarem que já estava bom para tudo e mais alguma coisa, pois os meus problemas tinham cessado. Esqueceram que a doença de Alzheimer da avó começou em 2011, o cancro da mãe, no ano seguinte e o do pai, um ano e um dia após o da mãe. Na verdade, o do meu pai já existia há anos - mieloma múltiplo -, mas perderes a guerra, veres outras pessoas no mesmo estado, as condições... Tenho maior ligação com a minha mãe, como podes constatar no post que elaborei no seu aniversário, mas injustiças, falta de humanidade, crueldade...
    Não.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.